Metodologia Talentos 10

Criatividade no Futebol

 

A Metodologia TALENTOS 10, foi desenvolvida pelo técnico de futebol Giorge Leonardo Adriano dos Santos é baseado na historia do futebol brasileiro pentacampeão do mundo e surgiu em estudar a infância do atleta do século, o rei do futebol Pelé, onde dedica-se a liberdade para criatividade, como era praticado antigamente, mas sendo aplicado no futebol moderno de hoje. 

Esta metodologia vem para investigar e a questionar com profundidade o rigor metodológico, filosofia de treinamentos e a essência da natureza do comportamento dos atletas, responsáveis e treinadores, para uma grande corrente de pensamentos e a liberdade para a criatividade.

Atualmente o futebol brasileiro consagrado com grandes atletas, perdeu a essência da criatividade, a personalidade de nossos atletas, espelhando a filosofia e metodologia de outros estilos de futebol.

A criatividade surgiu no futebol brasileiro, na infância e adolescência de nossos grandes atletas, na década de 50, 60, 70, 80 e 90, era praticado em campos de terra, campos de várzea, campos de fazendas, campinhos, nas ruas ou no futebol de salão conhecido como (futsal). Verificamos que na década de 50, 60 e 70, não tínhamos categorias bases nos clubes do futebol brasileiro, os garotos de qualidade que surgiam, eram achados jogando em peladas amadoras em campo de terrão, nas ruas e jogos da várzea, os meninos que se destacavam, como rei Pele com 14 anos jogava já na equipe adulta no Saopaulinho de Curuca.

Com o passar do tempo na década de 70 para década de 80, começou a categoria de base do futebol brasileiro, onde as equipes profissionais já tinham em sua base os atletas de até 18 anos e após isso surgiram as demais categorias.

Analisando todo esse processo do futebol brasileiro, verificamos que o futebol evoluiu muito em esquema tático, técnico e físico, onde hoje o atleta profissional de futebol, corre em uma partida o dobro ou triplo do que o atleta naquela época, mas no futebol moderno não evoluímos na parte da criatividade, pois não exploramos esse conhecimento.

Vendo a decadência do futebol criativo brasileiro, a Metodologia TALENTOS 10 descobriu, que o maior culpado para a diminuição da criatividade dos nossos atletas, foi por causa da imposição dos próprios professores, técnicos e treinadores que trabalham nas escolinhas, categorias de base dos clubes do futebol brasileiro, impondo, limitando os atletas de jogadas e não desenvolvendo a criatividade.

Atualmente o professor da escolinha ou da categoria de base e até mesmo no profissional, limita, intimida e obriga um atleta a fazer um futebol padrão e quando surge um atleta de muita habilidade e de criatividade, acaba limitando seu futebol para toques e movimentações.

Os outros estilos de futebol como da Europeia vem nos dias atuais, nos ensinar como é uma disciplina tática, técnica, formas de treinamentos, modelo jogo, mas muitos treinadores confundem estes conceitos bloqueando a criatividade impondo a metodologia de seu trabalho particular e por isso modificaram o futebol criativo para um futebol padrão e comum, com atletas de pouca criação, sem personalidade.

Para se elaborar uma metodologia e programa de treinamento, deve-se levar em consideração que as crianças e jovens, não são adultos, pois ainda estão em processo de aprendizado e desenvolvendo todas as capacidades motora, intelectuais e futebolista. Por isso é importante uma atenção diferenciada quanto ao conteúdo repassado a elas, onde as principais atividades a serem trabalhadas com essa faixa etária é que descubram e permitam a aquisição de novas habilidades. O treinamento deverá ser feito para que oportunize a vivência, a criatividade, a espontaneidade e a descoberta de seu estilo e nessa etapa inicial do desenvolvimento humano, compreende-se então, que o treinamento para crianças e jovens tem por obrigação estimular a criação e o desenvolvimento da coordenação motora.

Atletas, responsáveis e treinadores para o desenvolvimento do futebol, atualmente é muito importante, sendo assim, temos que buscar meios para adicionar a criatividade, buscar a ousadia com obediência, a técnica com a intensidade, a inteligência com a dinâmica, para transformar em um futebol de sucesso, pois a metodologia é totalmente diferente de treinamento, pois a pratica da criatividade com treinamento qualificado chega ao sucesso e por isso é preciso montar um trabalho adequado para o desenvolvimento criativo.

Todos os procedimentos aqui apresentados, foram comprovados em estudos, treinamentos, rendimentos e com resultados de atletas devidamente revelados pelo Talentos 10, sendo vinculados em clubes pequenos e grandes do Brasil e dentre estes para Seleção Brasileira de Futebol. Diante disso, a metodologia Talentos 10 demonstra capacidade e experiência necessárias para realizar as ações propostas em questão, visando à formação esportiva de jovens atletas no futebol.